Agenda

março 2009
D S T Q Q S S
    abr »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Nem tão recentemente

O que é uma cidade?

Eu dou aulas sobre a História do Urbanismo na graduação da Arquitetura. A gente fala do surgimento das cidades láááá longe, cerca de 3500-4000 a.C., depois vem acompanhando como essas cidades evoluíram (blé, não num sentido de evolução = progresso linear, mas num sentido de ver as idéias e as formas se alterando, de acordo com o tempo e o espaço, mais ou menos isso), estuda alguns dos principais exemplos do pensar e do fazer urbanos, notadamente aqueles que acabam desaguando na nossa tradição ocidental (eu adoraria saber mais sobre as cidades orientais, e sobre as cidades na América pré-colombiana, mas não sei). É muito bacana e eu sou apaixonada pelo assunto.

Normalmente, nos primeiros dias de aula, eu costumo perguntar para os alunos o que é uma cidade, na opinião deles. Opinião mesmo. Assim, com liberdade, só pra gente levantar umas bolas. É engraçado que as cidades são tão “naturais” pra gente, tão a priori, que a gente quase nunca se pergunta o que é preciso para haver uma cidade. Note que quase sempre que eu usar a palavra “natural”, será entre aspas. Porque gente precisa aprender com urgência a desnaturalizar as coisas (nossa, a Professora Margareth, que me deu aula na graduação e no mestrado, agora me deu 10 com estrelinha!). A maioria muito majoritária mesmo das coisas que a gente considera tão naturais é uma construção cultural, e quase sempre bem recente. Então, atenção.

Mas eu falava do que constitui uma cidade e da pergunta que eu faço aos alunos. Gozado que eles aos poucos vão lembrando de um monte de elementos físicos como os prédios e ruas, funcionais como comércio, abastecimento de água e energia, e até abstratos, como leis e a existência de um chefe. Mas raramente eles falam espontaneamente que para haver uma cidade é preciso de gente. GENTE. Logo as pessoas, que são anteriores à cidade, sem as quais a cidade não existiria, seria um cenário oco e vazio, uma paisagem fantasma.

Daí, hoje, lendo o Parede de Meia, do meu colega arquiteto e professor Fernando Lara, eu li uma descrição tão gostosa de uma cidade. O Fernando mora grande parte do tempo nos Estados Unidos, onde leciona na Universidade de Michigan, e esteve em Portland, no Oregon, para participar de uma conferência. Ele dá uma descrição deliciosa de uma cidade, como ele mesmo chama, “de verdade”. Sem esquecer as pessoas! Vale a visita.

20 comentários para O que é uma cidade?

  • Cláudia Marcanth

    E por falar em “natural” e desnaturalização, agora me lembrei da minha infância, tempo em que achamos que tudo é assim porque “nasceu” assim. Aos quatro anos, muito arraigada a minha realidade concreta de cidade, perguntei para a minha mãe: “Por há lugares em que o chão é de terra?” Eu me achava extremamente sortuda por ter nascido em um lugar em que a Natureza/Deus/(ou seja lá o que for) já havia entregado aos homens devidamente asfaltado!

    Claro que eu nunca bati muito bem da cachola… Essa vocação para a alienação até hoje ainda me prega peças!

    Estou adorando a possibilidade de ser sua “aluna” virtual!
    Bjs!

    Mas quando você tem quatro anos, tudo bem, né? Não dá é pra gente achar que é natural ter praças gradeadas, ou recolher mendigos em kombis, ou substituir sobrados antigos por prédios de 15 andares em qualquer parte da cidade e por aí vai. E eu posso te garantir que tem gente que não para JAMAIS pra pensar nessas coisas.

  • Na minha opinião, enquanto todos pensarmos que toda cidade é igual, propondo as mesmas soluções de drenagem de água e pavimentação, por exemplo, estaremos longe de uma cidade “de verdade”.

    Acho que farei um post na Crise [!] sobre Geologia Urbana. Você me inspirou. E lendo o Parede fiquei mais inspirado.

    Ótimo! Avise que eu vou lá ler e recomendar, com certeza. Concordo com você sobre as especificidades das cidades, é por aí mesmo.

  • thaina

    eu acho que e bosta

    Eita! Sério?

  • Lya

    Uma cidade é uma área urbanizada, que se diferencia de vilas e outras entidades urbanas através de vários critérios, os quais incluem população, densidade populacional ou estatuto legal, embora sua clara definição não seja precisa, sendo alvo de discussões diversas. A população de uma cidade varia entre as poucas centenas de habitantes até a dezena de milhão de habitantes. As cidades são as áreas mais densamente povoadas do mundo. São Paulo, uma das cidades mais populosas do mundo, com cerca de 10,9 milhões de habitantes,[1] possui uma densidade populacional de aproximadamente 7,15 mil habitantes por quilômetro quadrado. Enquanto isso, o Brasil, país onde a cidade está localizada, possui apenas 20 hab/km².

    O termo “cidade” é geralmente utilizado para designar uma dada entidade político-administrativa urbanizada. Em muitos casos, porém, a palavra “cidade” é também usada para descrever uma área de urbanização contígua (que pode abranger diversas entidades administrativas). Por exemplo, a cidade de Londres propriamente dita possui apenas cerca de 8,6 mil habitantes. Porém, quando alguém se refere à cidade de Londres, está geralmente referindo-se à sua região metropolitana, isto é, à sua área urbanizada, que possui aproximadamente 7,4 milhões de habitantes. Tóquio, muitas vezes descrita incorretamente como uma cidade, é na verdade uma metrópole (都 – to) do Japão, formada por 23 bairros diferentes.

    Uau, que bacana! Obrigada pela contribuição, Lya!

  • Mercês

    Também sou professora de História e tenho a prática de discutir com os meus alunos/as do Ensino Fundamental sobre a cidade, procurando perceber como se dá a apropriação deste espaço por eles. Em todos estes anos em que desenvolvi este trabalho sobre a cidade,sempre me causou grande incômodo a constatação do quanto a cidade é segregada. Na verdade, para responder a pergunta, talvez pudéssemos dizer que a cidade atualmente tem sido o lugar do carro, da velocidade, do consumo, do poder. Mas tem havido um movimento, sempre há o movimento – de retomar a cidade, repossuí-la, reapropriar-se dela, se é que alguma vez ela foi nossa…

    Nossa, que lindo, Mercês! Que lindo trabalho esse que vc faz, gostei muito de saber. Venha nos contar mais, estamos mais recentemente, aqui no blog, falando disso, da cidade como lugar do carro, da velocidade. E precisamos cada vez mais nos reapropriarmos da cidade, você está certíssima. Abraços

  • taty

    Mas o que é cidade? Caramba! Ninguem responde!

    Talvez porque não tenha mesmo essa resposta pronta, fácil e definitiva que você está procurando.

  • verdade taty!eu preseso saber o que é cidadeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

  • Mariana.

    CIDADE: é a sede do município, independente do número de habitantes que possa ter, as atividades econômicas nas cidades diferem das do campo, as atividades principais são centralizadas nos setor secundário(O setor secundário é o setor da economia que transforma produtos naturais produzidos pelo setor primário em produtos de consumo, ou em máquinas industriais/ produtos a serem utilizados por outros estabelecimentos do setor secundário). e terciário(O setor terciário no contexto da economia, envolve a comercialização de produtos em geral, e o oferecimento de serviços comerciais, pessoais ou comunitários, a terceiros).

    Querida Mariana, esta definição mais ou menos burocrática é fácil de achar. Acho que vc não entendeu exatamente o espírito da proposta de reflexão sobre o tema.

  • Luciana

    E cá estou eu preparando aula de HCU I quando me deparo DE NOVO com seu blog! Demais!!! Obrigada Ana!!!

    Vc sempre me deixa com um riso bobo na cara.

  • Nao achei o que procuro

    Lamento. Msas às vezes depende do que a gente procura, sabe?

  • o que é cidade ? qual é o significado da palavra “urbano”? isso era o que eu procurava mais infelismente naum achei…

    Pro que você está procurando, melhor olhar no dicionário, simples assim. Aqui não há definições prontas, só reflexão, construção, dúvidas.

  • Taís

    Cidade é um parimônio público sim ou não?

    O que você acha?

  • Edilton

    Cidade; é um imã que atrai as diversidades existente em nosso planeta.onde vc sai a procura do que precisa e encontra tambem o que não deveria existir. como a violencia a segregação e a sensação de estar diante de tudo e não ter nada. É na cidade que vive o empregado e o desempregado, o rico e o pobre o a tecnologia e os anafabetos a cura e a chagas, e a esperança de conseguir a solução dos problemas da humanidade. as grandes cidades é como os vulcões em atividade, de tamanha efervercencia que transborda lavas para todo lado.

    Oi, Edilton, o propósito do texto não era fechar, delimitar uma definição, mas sim levantar um questionamento, uma reflexão. Gostei do que você escreveu.

  • Maaria '

    Taís eu acho q ” Cidade ” é um pratimonio Publico Sim.:)

  • larissa

    lamento de mais não e o que eu procuro…

  • que bom essa pagina eu achei muito interessante
    quero entra varias vezes nessa pagina

  • gecimie lrodrigo gaieski da rosa

    cidede e um lugar de todos

  • Bianca

    Bom, eu tava precisando de uma real definição da palavra “cidade”, mas percebi que é difícil saber e falar exatamente qual o conceito de cidade, na verdade, isso parte do pensamento de como a pessoa vê a cidade, creio, o que constitue uma cidade vai mais além dos prédios, ruas, bairros, etc, mas começa a partir do momento que pensamos ela como construção humana, onde as relações sociais se materializam, ou seja,os comportamentos e valores, ou até mesmo a identidade de um determinado grupo se mostra na concretização de uma cidade.

  • aq cidade é urbanizada pelos prédios…
    professora do renacer

Deixe um comentário

 

 

 

Você pode usar estes tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>